4 motivos para você parar de buscar seu próprio anúncio no Google

Atire a primeira pedra quem nunca fui até o Google pesquisar se a sua própria campanha de AdWords está funcionando. E não precisa ter vergonha de confessar que você sempre faz isso. A grande maioria dos anunciantes costuma realizar buscas do próprio serviço para ter certeza se a sua marca está lá, principalmente quando uma agência terceirizada está sendo paga para gerenciar a sua conta.

Esta simples atitude, porém, pode ser bastante prejudicial para a sua estratégia. Pensando nisso, vamos trazer os 4 motivos que compravam que você deve parar com este hábito agora mesmo:

1 – Os anúncios do Google são rotativos

Ou seja: os anúncios do Google costumam ser diferentes a cada busca. Não é porque você buscou seu produto e seu anúncio não apareceu que ele não está lá.

Pode até ser que você pense: “ok, isso é simples. Vou continuar buscando várias vezes até ele aparecer”. Minha recomendação, neste caso, é que você leia o artigo até o final.

2 – O orçamento é adequado para durar o dia todo

Cada campanha possui uma verba diária definida previamente e as ferramentas do Google ajustam este orçamento para que ele dure o dia todo, espaçando as impressões para que os cliques aconteçam durante o dia todo. Se alguém clicou em seu anúncio há dois minutos, possivelmente ele não irá aparecer para você. Vale ressaltar que existe uma opção de exibição de anúncio chamada “entrega acelerada” que irá exibir o seu anúncio sem este espaçamento, mas, possivelmente, irá acabar com a sua verba logo no início do dia. Neste caso, você pode analisar com o gestor da sua conta qual a sua expectativa de negócio e se esta função atenderia suas necessidades.

3 – O Google se adequa ao seu comportamento de navegação

Nunca se esqueça que o objetivo do Google é ser o site de buscas mais eficiente sempre. Para isso, ele analisa seu comportamento de uso para trazer para você os anúncios mais adequados ao seu perfil. Obviamente, ao buscar seu próprio anúncio no Google você não clicará nele para evitar que o seu clique seja pago por você mesmo. Então, ao ser impactado pelo anúncio algumas vezes e não clicar nele, o Google entenderá que aquele anúncio não é interessante para você e deixará de exibi-lo para o seu perfil.

4 – Baixo Clique – Baixa Relevância

Um dos fatores que influenciam fortemente no posicionamento do seu anúncio é a relevância dele. Quanto mais pessoas clicam nele, mais relevante ele se torna. Esta equação é que o chamamos de CTR (vezes que o seu anúncio foi impresso dividido pelo número de cliques). Seguindo a lógica do item anterior, ao buscar sua própria campanha no Google, você será impactado pelo anúncio e não clicará nele, contribuindo, assim, para que o seu CTR fique mais baixo. Enquanto isso, seus concorrentes podem estar gerando mais cliques e conseguindo um posicionamento melhor que o seu.

Como saber se a minha campanha está funcionando?

Acredito que muitos de vocês possam estar se perguntando o que fazer, então, para ter certeza que a sua campanha esteja no ar.

O próprio Google disponibiliza uma ferramenta chamada AdPreview (http://adwords.google.com/d/AdPreview/) que pode ajudá-lo a consultar os anúncios patrocinados. Sua utilização é bastante intuitiva, você só precisa configurar o menu lateral com a localização geográfica, idioma, tipo de dispositivo (celular ou desktop) e o domínio do Google que deseja consultar. Depois, basta fazer as simulações das palavras chaves no campo de pesquisa. Por se tratar de um simulador, nenhuma busca irá prejudicar o desempenho de sua campanha.

Além disso, a própria ferramenta do Google AdWords irá trazer para você resultados confiáveis do desempenho de sua campanha e você poderá analisar quantas vezes o seu anúncio foi impresso nas buscas, quantos cliques recebeu e o valor que você pagou em cada clique.

Se você ainda estiver com dúvida sobre como gerar mais ledas qualificados para o seu negócio através das ferramentas do Google, entre em contato com nossos especialistas em marketing digital que poderão esclarecer todos os seus questionamentos.


Comentários

Nome Completo:*
E-mail:
Comentários:*

Recent Posts