[Especial Fenabrave 2016] Confira 12 passos para melhorar seu processo criativo

Na era do smartphone, consumidores buscam novas experiências e desafio das marcas é se tornar líderes em inovação digital

Aos dois anos de idade uma criança é capaz de usar 98% do seu processo criativo nas atividades que desenvolve. Aos 30 anos, um adulto utiliza apenas 2% da criatividade no seu cotidiano. O que parece fácil e simples na infância, para os CEOs pensar fora da caixa tem se tornado um desafio diário. Para ampliar o processo criativo e conseguir o poder de influenciar pessoas é preciso voltar no tempo e observar o comportamento das crianças, onde há necessidade constante de se quebrar regras, a tranquilidade de não ter medo de errar e a necessidade de se arriscar.

A mudança de atitude e a necessidade de inovação serão essenciais para proporcionar novos valores, melhores resultados e principalmente como a empresa pode ser vista no mercado pelos clientes. Para o coaching da Flórida Christian University, Fábio Vassão, só a inovação é capaz de mudar um cenário de crise ou ser o ponta pé para proporcionar novas experiências. “Clientes buscam experiências e não se consegue resultados diferentes fazendo sempre a mesma coisa. Os resultados são criados por nós mesmo”, defende.

Esse foi o principal conceito apresentado pelo especialista em marketing durante a palestra “Inovação e Criatividade para Desenvolvimento do Negócio”, que aconteceu na 26º Congresso e Expo Fenabrave dias 16 e 17 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo. Para ele, as empresas do setor automotivo que não souberem inovar, principalmente no que se refere à era digital, podem deixar de existir.

Dados do estudo Car Buyer of the Future reforçam ainda mais que o conceito de criatividade, inovação e era digital devem caminhar juntas. Apenas 17 de 4 mil pessoas estão de acordo com a maneira atual de se comprar um carro. Cerca de 84% prefere lidar pessoalmente na conclusão da venda, 56% deseja negociar, além disso, 54% acredita que o preço não será decisivo, mas a experiência oferecida sim. No entanto, para se chegar no ciclo de compra acima, ou seja, visitar uma concessionária e negociar preços, 42% das pessoas pesquisaram informações pelo celular. Em 2020, 80% delas farão isso.

“As concessionárias têm um prazo de quatro anos para se digitalizarem por completo. Caso contrário, serão quatro anos perdidos. Se antes o consumidor visitava cinco lojas para conhecer um veículo, saber mais sobre ele e comparar preços, hoje, esse número está em 1,6 visitas. Por isso, inovação será a maneira mais correta de agir daqui pra frente”, afirma Vassão que, explica abaixo os 12 passos para melhorar processo criativo dentro de uma empresa:

1. Quebre regras
Se funcionou até ontem, pode não funcionar amanhã

2. Não tenha medo de errar
Faça testes, pois não existe erros em testes. São experiências que podem ser aprimoradas. Se algo foi aprendido, então já valeu

3. Tenha um caderno amigo
Pode ser um telefone, gravador ou bloco de anotações para anotar ideias, pois a mente pode apagá-las rapidamente.

4. Fuja do computador
Saia de tudo o que te conecta e ao que te prende. Tenha um momento para pensar.

5. Experimente o diferente
Não seguir as mesmas coisas sempre faz parte do processo criativo. Obter ideias de outras áreas também pode ser uma boa saída para incorporá-las na sua empresa.

6. Descanse
Cérebro cansado não produz. Por isso, valorize períodos de descanso e férias, por exemplo.

7. Rebele-se
A pessoa criativa não concorda com a maneira como certas coisas estão sendo feitas. É nessa hora que as coisas precisam mudar!

8. Insista
Se não funciona na primeira, é sempre possível tentar novas alternativas

9. Busque opções
Pensar em coisas novas pode agregar a um projeto ou torná-lo mais completo

10. Agir é importante
Se há uma ideia e o desejo é de implementá-la, a hora é de agir. As pessoas que conquistaram o sucesso foram as que agiram.

11. Misture
Parte do processo criativo é copiar, reajustar, alterar e adaptar à sua realidade. Fique tranquilo, isso não é plágio e ser o primeiro não qualifica ninguém como melhor. Lembre-se que grandes empresas que não inovaram já fecharam, enquanto grandes nomes da tecnologia, como Instagram, surgiram na maior crise dos Estados Unidos, entre 2008 e 2009.

12. Faça uma pausa
Ter um tempo para pensar é essencial. Um retiro de descanso, por exemplo, são boas alternativas para desconectar e deixar o pensamento fluir.

Mais do que ter muitas ideias é preciso saber inovar. Por isso, só considera-se inovação algo que agregue valor, atenda a necessidades e mudem dilemas. A Search Optics já atendeu mais de mil clientes ajudando-os a criar novas experiências para seus leads e aprimorando a presença digital de cada um deles. Conheças as diversas soluções digitais disponíveis para concessionários em www.searchoptics.com.br

Comentários

Nome Completo:*
E-mail:
Comentários:*

Recent Posts